quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

transborda

Nada poderia ser descrito com um só adjetivo, porque transborda. Disse que desse jeito eu iria até o japão andando ou de carona, e você riu completando dizendo sobre minha tendência para aventuras. Seria eterno se não fosse paixão. Lindo se fosse o verdadeiro amor. Mas era isso, um grande encontro.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

desagrado

saí do metro com tanta pressa a ponto de subir a escadaria sem parar apesar daquela mala pesada e mochila nas costas tudo que queria era me afastar rápido daquela cena grotesca e irreparável que tinha presenciado a poucos quilômetros dali e quando você me olha e diz que entendo tudo errado me pergunto se existe distorção a esse ponto ou você simplesmente é mau com essa sua cara de quem adora agradar a todos esquece quem é sem ao menos lembrar de momentos lúcidos e belos me rasga o peito me fazendo ouvir sussurros alheios de uma qualquer na sua cama sim aquela jamais seria minha cama novamente não posso me imaginar numa situação tão deplorável a ponto de dividir a cama com um gozo que não é meu ou para mim esse tipo de coisa certamente não passa numa cabeça oca limitada a desejos primitivos por qualquer outro cheiro feminino aquele detalhe que sempre te lembrei foi e continua sendo fundamental quando você o fizer terá quem quiser aos seus pés seja seletivo tudo tem um porque eu saio hoje da sua vida porque sinto desgosto.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

28

Subia as escadas correndo tentando no meio daquela excitação me controlar. Te encontrar naquela noite não estava nos planos e você me surpreende quando paga a conta pega os vinhos me puxa pela mão e me tira os sentidos. Totalmente fora de sentido. Mostrando que o tempo para nós não existe é nosso. E então você corria atrás de mim. Eu nervosa para você logo chegar confusa para me entregar. Aos poucos vou sentindo seu cheiro e de uma vez só você me leva me eleva me tira do mundo com aquele beijo. Aquele beijo que eu tinha guardado na parte de trás da minha nuca guardado numa memória não acessada a tempos guardado na parte mais especial da minha vida por debaixo de toda a nova rotina. Durante aquele beijo eu larguei tudo que conquistei nesse tempo e voltei a ser como sempre fui e tinha me esquecido. Meus pés mal tocavam o chão meu sapato já tinha saido do pé e encostava naquele ladrilho gelado era o único ponto gelado em mim. Daquele momento ofegante numa mistura de tesão com felicidade já não existia silencio você berrava dentro de mim. O elevador mudou de andar nos chamando a atenção voltamos a subir os degraus até meu apartamento. Lá estava você no mundo que criei sem você de novo comigo para sempre comigo. Mesmo sem saber me carregou até a cama minhas pernas trêmulas em torno do seu quadril escorregavam de vontade. Fez em mim o que melhor sabia fazer fui longe delirei voltei. Tomamos vinho com cigarro de janelas abertas como se frio não existisse naquele quarto. Adormeci contando os pelos do seu peito que sempre soube quantos eram. Amanheci doente de paixão.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

a dificuldade de ser eu dentre outras coisas me amar

assim como hoje
ontem e amanhã
eu tento
re ciclo
volto ao ciclo
na tentativa
de ser somente
eu.
como amar algo que ainda nem sei o que é?

Acordei pensando em você.

E na vontade que tenho de acordar todos os dias e te dizer:

bom dia!
Você tava por aqui

Não dissemos bom dia.
Esse negócio meio perto meio longe me deixa perdida.
Quero banho de mar com você.
Abraço molhado e gargalhadas com noite de lua.
Amo rir com você

Mais do que amo outra coisa qualquer.
Sim, nesse momento o mundo podia parar

Eu não ia se quer notar.

E enquanto você não entender que tudo isso pode acabar

Eu vou continuar.

- Você acorda...


Bom dia!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010


Dicas para o fim de semana:

1#
Tome um banho inteiro de olhos fechados no seu banheiro.

2#
deseje bom dia a todos que encontrar até 12h.

3#
coma seu sorvete preferido amanhã.

4#
Elogie um desconhecido.

5#
diga mais sim do que não.

6#
escute o silêncio.

7#
respire

8#
sinta

9#
realize

10#
viva seus minutos

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

para 2011

ler 12 livros

fazer 2 cursos

aprender uma coisa nova a cada mês

escutar

realizar sonhos possíveis

sonhar sonhos possíveis

abrir os olhos
e enxergar

acabar com a preguiça

amar

deixar 1 vício

mentir menos

sair do buraco

ser livre

viajar

desapegar

criar

viverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviverviver

deixo em 2010

os dias cinzas

as roupas escuras

lágrimas em vão


desânimo, sonolência e confusão.

o amor não vivido

a amizade esquecida

a falta de liberdade exercida.


melancolia, tristeza, insegurança.

ciúmes, possessividade e péssimas lembranças.


desejo, vontade, sonhos...

esperança.


que esse ano acabe, bem.





terça-feira, 14 de dezembro de 2010

romantic feelings




# Something in the way she moves

Attracts me like no other lover
Something in the way she woos me

I don't want to leave her now
You know I believe and how

Somewhere in her smile she knows
That I don't need no other lover
Something in her style that shows me

I don't want to leave her now
You know I believe and how

You're asking me will my love grow
I don't know, I don't know
You stick around now it may show
I don't know, I don't know

Something in the way she knows
And all I have to do is think of her
Something in the things she shows me

I don't want to leave her now
You know I believe and how #

terça-feira, 7 de dezembro de 2010



OCO

Por doidivana

Você lamenta que nada tenha dado certo entre nós, diz que nunca amou ninguém igual, que ainda sente muito minha falta e me imagina ao seu lado até hoje, dividindo o pouco que a vida lhe dá (um filhote de cachorro, um copo de vinho, um cd novo). Besteira lamentar, amor também é buraco e o nosso nasceu com essa vocação. E buraco é bonito também. E vai ficando mais bonito à medida que envelhece, mais bonito e mais fundo. Vista o seu que eu visto o meu.

(conto publicado na revista PS-SP em 2002)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010